domingo, 2 de março de 2008

Companheira de Quarto

Duas garotas decidem ficar em seu dormitório e não viajar para casa nos feriados do Natal. Enquanto uma resolve não sair, a outra vai a uma festa de fratenidade a noite. As duas conversam enquanto o rapaz não chega, até que ouvem batidas na porta do dormitório, estranham o fato de não terem ligado pelo interfone, mas, assim mesmo a garota desce, pois só poderia ser seu encontro.
Já era tarde da noite e nada de a amiga retornar, então, a outra decidiu dormir, a festa deveria estar legal e ela não retornaria nem tão cedo. Estava até um tanto quanto arrependida de não ter ido a festa.
No meio da madrugada ela ouve grunhidos e arranhões na porta do quarto, nota que ela está se abrindo, decide então se esconder no armário. Na manhã seguinte, quando ela sai depara-se com sua colega degolada... era ela na porta... se ao invés de se esconder ela fosse ver o que era, ela ainda poderia estar viva...

Nenhum comentário: